terça-feira, 7 de outubro de 2008

Des-semelhantes


Ele, noturno. Eu, matinal.

Ele, silêncio, eu, palavrão.

Ele razão, eu, passional

Eu, todo mundo. Ele, solidão.

Eu, mpb, ele, roquenrou.

Eu, botequim, ele bistrô.

Ele, erudito, eu, popular.

Signo de terra. Signo de ar.

Quase tudo

Quase nada

Ele, cinema.

Eu, madrugada.

ele analisa, eu sintetizo

ele se ausenta, eu me imobilizo

se impacienta, eu me desespero

ele indiferente, eu pondero

ele, em profusão

eu, sem ninguém

eu o desejo

ele me quer bem

ele, palavras,

eu, toda ouvidos

diferentes.

parecidos.

Um comentário:

junior disse...

linda, linda poesia!